Sans ordonnance achat viagra sans ordonnance pharmacie. Vente paris.

Prix en belgique, acheter cialis pharmacie ligne. Les particularites de l’administration du medicament de qualite.

Des reductions et le meilleur service nolvadex achat sans ordonnance. Achat generique.

Acquisto on line levitra 20 mg. Dove acquistare senza ricetta.

Descrizione e meccanismo di funzione del farmaco cialis generico in farmacia. Farmacie online italiane.

Costo farmacia, farmacie online propecia. Qual e il meccanismo d’azione?

Comprare, comprare kamagra online. Azione farmacologica.

Produtores de cachaça querem ampliar a participação da bebida no exterior e, para isso, trabalham para que o produto obtenha reconhecimento internacional como sendo tipicamente brasileiro.

Produtores querem fazer da cachaça a champanhe brasileira

Produtores nacionais de cachaça querem ampliar a participação da bebida no exterior e, para isso, trabalham para que o produto obtenha reconhecimento internacional como sendo tipicamente brasileiro. A idéia é tornar a cachaça a “champanhe brasileira”.

“Como a champanhe é uma bebida francesa e a tequila uma bebida mexicana, também queremos reforçar a cachaça como patrimônio brasileiro”, diz Carlos Lima, diretor-executivo do “Ibrac”:http://www.ibrac.org.br/ (Instituto Brasileiro da Cachaça). “Como o principal drinque feito com a cachaça é a caipirinha, ela também seria reconhecida como bebida típica brasileira, o que promoverá uma ampliação do mercado e valorização dos produtos”, acrescenta.

Os Estados Unidos são o mercado no qual as negociações para o reconhecimento das bebidas nacionais estão mais avançadas. O Brasil passou a ter, em agosto deste ano, um escritório de advocacia atuando diretamente com os responsáveis locais, para tentar agilizar o processo.

As negociações tiveram início ainda em 2000, mas, segundo Lima, a burocracia é grande porque é preciso uma alteração na legislação norte-americana. “Hoje, a cachaça entra no mercado dos Estados Unidos como ‘Brazilian Run’. Para passar a entrar com o nome cachaça é preciso mudar as leis. Mas acredito que até junho do ano que vem isso já tenha mudado”, diz o diretor do Ibrac.

Europa
Outro mercado que interessa aos produtores é a Europa. No bloco europeu, o trabalho é pelo reconhecimento da indicação geográfica da bebida, que garante exclusividade de sua fabricação no Brasil.

“Queremos que a origem brasileira da cachaça seja reconhecida, para que outros países não se apropriem indevidamente do nome. Cachaça é mais do que uma marca, é um bem, um patrimônio nacional”, ressalta Lima.

Segundo o diretor do instituto, a previsão é que até a metade do ano que vem o Brasil deve entrar com um processo, que é unificado por conta do bloco europeu.

A escolha dos mercados principais é simples, uma vez que os Estados Unidos são o segundo principal destino da cachaça exportada do Brasil, atrás apenas da Alemanha. Mas, para atender ao aumento de demanda previsto com a nova regulamentação no exterior, será necessário capacitar e estimular os empresários brasileiros. Atualmente, poucos se arriscam em outros mercados.

“Temos que promover a inserção dos micro e pequenos produtores no mercado internacional porque, hoje, 99% deles estão no mercado interno”, analisa Lima.

Receita da caipirinha
No Brasil, o Ministério da Agricultura já publicou vários decretos que estabelecem a cachaça e a caipirinha como produtos tipicamente brasileiros. Há também uma documentação que regulariza o mercado interno, padronizando as bebidas.

No final do mês passado, o ministério publicou uma regulamentação técnica que estabelecia a receita oficial da caipirinha. Mas a publicação foi revogada poucos dias depois. A explicação oficial foi a de que houve um “engano” na publicação.

O Ibrac endossa a tese, dizendo que o que foi publicado como uma regulamentação, na verdade, deveria ser uma consulta pública, que ainda deve ocorrer, para se chegar à receita ideal. O diretor da entidade explica que já foi feita uma consulta pública em maior deste ano e, por conta do grande volume de sugestões, decidiu-se voltar a discutir a receita ideal.

Carlos Lima afirma, contudo, que as normas valeriam, no caso da caipirinha, para o produto industrializado, pronto para consumo, não para a bebida que é preparada nos bares. “A regulamentação serve para melhorar o processo de fiscalização do ministério, porque estabelece um padrão para a caipirinha industrial e padroniza o mercado”, diz.

Já os decretos que caracterizam cachaça e caipirinha como produtos típicos brasileiros fazem parte do endosso do governo federal à campanha internacional pelo reconhecimento dos produtos. “Essa legislação reforça e dá a base legal para o trabalho que estamos fazendo no exterior.”

Fonte: Claudia Andrade, do UOL Notícias

Sobre Amigos da Cachaça

Um incentivo à cultura nacional! Desde 2009 promovendo a cultura brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Миттєво без відмови і поручителів оформити кредит без відсотків на першу позику в мікрофінансовій організації.

Если вы решили оформить мгновенный кредит без справок, тогда в банк обращаться нет смысла. Здесь поможет ломбард.

Получить без запроса на подтверждение платежеспособности микрокредит онлайн на карту без отказа в Украине.

Посмотрите в свежий рейтинг микрофинансовых организаций и найдите кредитора, который подойдет именно вам.

Ломбарды не помогут, если нет золота или другого имущества. Остается только онлайн кредит моментально в украинской МФО.

Кредит без відмови або позика без дзвінків на картку або готівкою в офісі МФО. Ще як варіант можна звернутися в ломбард.

В любое время суток получить дистанционный займ без отказа может человек даже без официального трудоустройства.

Практически у каждого из нас есть современный гаджет. Срочный кредит по телефону на банковскую карту в Украине.