A Cachaça Dona Branca é produzida artesanalmente, repousa em barris de madeira neutra (pinho), para não alterar seu sabor e cor natural.

Cachaça Dona Branca

A Cachaça Dona Branca – SC, é produzida artesanalmente, mantendo a forma colonial de produção, em equipamentos de cobre (remanescentes), com cana de terrenos inclinados e orgânica, fermentação natural, que, quando destilada, repousa em barris de madeira neutra (pinho), para não alterar seu sabor e cor naturais, filtrada e envasada nas diversas versões.

Alem da cachaça tradicional, produzimos Cachaça Amadeirada (carvalho),Caipirinha Pronta Orgânica e Balas de Cachaça (gelatina).

Temos kits de garrafinhas de 50 ml com 3 e 5 unidades de 160 ml com 2 unidades, todos com sabores variados, que poderão ser montados pelo cliente.

Sobre Amigos da Cachaça

Um incentivo à cultura nacional! Desde 2009 promovendo a cultura brasileira.

18 comentários

  1. Oi Bia,

    Legal que mexe com experiências e misturas de cachaça.
    Para obter sabore na cachaça, é muito fãcil. Posso te dar umas dicas, claro.
    Envie seu e-mail para trocarmos umas idéias.
    Te aguardo
    Abraços

  2. Oi Délcio,

    Pois é, estou fazendo umas experiencias, mas to com um pouco de medo de beber o que eu preparei e ter uma baita dor de cabeca no outro dia ou fazer mais mal.
    Será que voce teria alguma dica pra me passar sobre essas outras cachacas com sabores de frutas? Qual é mais saborosa na sua opiniao?
    Seria possível enviar pra alemanha? Como eu poderia comprar um par de garrafa com vc? 😀 Preciso delas na minha colecao de bebidas né! hehe

    Até mais, se precisar de meu email é só dizer.
    Abraco,
    Bia.

  3. Oi Beatriz,

    Uma peninha que não posso te ajudar com relação a “bananinha”
    A Cachaça Dona Branca (SC) tem cachaças com diversos sabores de frutas, folhas e raizes, mas não temos o sabor de banana.
    Estamos localizados no sul do Brasil. Florianópolis SC.
    Grande Abraço.

  4. Olá caros apreciadores. Estou com um problema sério. Moro atualmente na Alemanha e meu namorado (e outros amigos) estao totalmente viciados na Dona Branca Bananinha de Joao Pessoa. Nao sei mais o que fazer, pois quando vou a Natal meu pai vai em JP e compra pra mim, só que só posso trazem comigo 1 l de cachaca. 1 Litro de bananinha nao dura muito por aqui.
    Minha última idéia foi tentar produzir uma bananinha generica. Peguei uma cachaca da minha colecao (que ainda ta pequena, mas todo mundo que me visita traz pelo menos uma e as que vendem aqui ja tenho todas), e coloquei uma banana dentro. Acho que daqui alguns dias vou ver o resultado. Meu pai pensa que talvez devesse fazer tipo um doce de banana e colocar dentro da cachaca ao inves da banana “natural”.
    Alguém de vcs ai da Dona Branca Paraiba pode me ajudar com uma solucao de onde eu encontro a bananinha na alemanha, me enviar umas (vender pra mim aqui) ou me dar umas dicas de como eu posso preparar uma caseira aqui?

    Muito obrigada.
    Proxima vez que eu for pra Natal vou no restaurante provar todos os outros sabores.

  5. Nossssssssssssssaaaaaaaa, o meu conceito de colecionador está muito fraco, não recebi nem um exemplar…risadas

  6. Opá! Opá! Opá! Só não esqueças as minhas miniaturas.
    Muitos fornecedores que cadastram aqui nos enviam, mas as de vocês eu não tenho.

    abraços,

  7. Beleza Thales,

    Vamos aguardar os acontecimentos então!…
    Teremos que tomar muitos tragos, que legal.
    Por falar em trago, coleciono garrafas de cachaça, e, não tenho a tua Dona Branca na minha coleção.
    Meu endereço é Rua Frei Caneca, 320/402 – Agronômica – Fpolis-SC CEP 88.025-000.
    Posso recebê-la como presente e ou também uma troca. Gostaria de uma garrafa de 700 ml para coleção e uma outra de 50 ou 160 ml para experimentar.
    Que acha da proposta? (os demais colegas cachaceiros que tiverem acesso a esse comentário, se quiserem podem enviar suas cachaças para minha coleção)
    Grande abraço e até breve

  8. Muito bom Delcio,

    De minha parte ,como já foi dito há espaço para todos.
    Quanto ao INPI,já consertei o que estava de errado,mas só falo depois do registro ( risos ).
    Abraços, em breve vamos tomar uma juntos !!!!!!!!!!!

  9. Olá Alexander,

    Valeu meu camarada, já fiz um contato com o nosso colega Thales Martins (MG).
    Se ele não me bater, acho que vai validar minhas sugestões que apresentei.(risos)
    Estou adorando participar junto com os AMIGOS DA CACHAÇA.
    Abraço forte.

  10. Olá Sr. Thales,

    Entendo e concordo com sua colocação.
    Realmente o assunto é relevante, posto que, dispensamos toda nossa dedicação e zelo naquilo fazemos com prazer.
    Perdão, essa suposta briga (no bom sentido) terá que ser discutida com mais dois ou mais colegas nossos, em Pernambuco (João Pessoa) e em São Paulo (interior).
    Após fazer muito “barulho” pela internet nos anos 1994 a 1999 com a Cachaça Dona Branca (SC), e, também em diversas Feiras em São Paulo (capital) nosso colega de João Pessoa, gostou do nome e se antepôs tentando registrar a marca CACHAÇA DONA BRANCA.
    Inclusive, em uma conversa pessoalmente num encontro casual na Feira da Boa Mesa em SP, tentou me intimidar, fazendo uma proposta muito sem graça.
    Seu registro no INPI foi negado, como será negado todos os outros, com a mesma intenção de registrar a marca CACHAÇA DONA BRANCA. O motivo o INPI fornece.
    Por outro lado, caso queira levar para frente esse assunto, teremos que discutir com os quatro colegas que usam o mesmo nome, ou seja a Dona Branca de MG, SC. SP e PE (isso se não houver mais alguma por este Brasilzão).
    Minha sugestão, no entanto, é nos unirmos, fazermos uma bom relacionamento, continuarmos produzirmos uma boa cachaça para honrar o nome Dona Branca, irmos à luta e ganhar nossos consumidores pela qualidade. O Brasil é muito grande e tem lugar para todos nós.
    Vamos então nos identificar pelo rótulo e pela sigla do Estado de cada produtor.
    Estou e estarei a sua disposição do caro colega, para trocarmos idéias a respeito desse e outros assuntos sobre CACHAÇA.
    Grande abraço e um prazer enorme poder estar aqui juntos no AMIGOS DA CACHAÇA.

  11. Olá Thales,

    Perfeita a sua colocação e vamos tentar escrever algo para participar aos amigos, todo produto antes de ser lançado, deve ser considerado o registro de marca junto ao INPI, para não sofrer conseqüências futuras.

    Muitas vezes perde-se anos de trabalho por um descuido desses.

    abraços,

  12. Atenção

    Já exite à anos uma Cachaça Dona Branca sendo produzida em Januaria Norte de Minas Gerais.Ela esta em processo de registro a mais de cinco anos no INPI.Ela já se encontra em todo o territorio nacional, incluse nas grandes redes de supermercados.
    Vamos tentar nos ajudar, pois este assunto poderá gerar outras consequencias.

  13. Recebi indicação para visitar os Amigos da Cachaça, quando achei um barato.
    Vendo a Cachaça Dona Branca logo no início, deu água na boca.
    Eles tem umas cachacinhas com sabores que são uma delícia.
    Para quem gosta, a natural é maravilhosa, experimente!

  14. Olá Keila,

    Muitíssimo obrigado pela deferência, sou suspeito para fazer qualquer comentário, mas estaremos a sua disposição para quando vier a Floripa e ou mesmo poderemos atendê-la pelo nosso SITE.
    Brigadão mesmo

  15. Olá Alexander,

    Agora falou uma grande verdade!
    Com todo respeito aos amigos “cachaceiros” mineiros, as cachaças produzidas aqui no sul, principalmente as de Santa Catarina, possuem uma qualidade insuperável. (temos também as outras cachaças, é claro)
    O pecado dos catarinenses, está na divulgação. Ao contrário dos mineiros, que com a ajuda dos órgãos governamentais, se uniram e fizeram um belo marketing com a cachaça mineira
    Infelizmente aqui em SC os produtores nunca tiveram união e tão pouco o incentivo de órgãos oficiais. Mas nem por isso, deixamos de fazer uma excelente cachaça.
    Particularmente a Cachaça Dona Branca aqui em Santa Catarina (sim porque existe a Mineira, Paulista e Pernambuco) tem divulgado muito sua qualidade em São Paulo e conseqüentemente em todo o Brasil e também no exterior, através sua participação em vários eventos como em feiras de negócios, e congressos internacionais servindo degustação mostrando assim nosso produto diferenciado da cana de açúcar.
    Grande abraço e obrigado pelo belo comentário.

  16. Pela descrição parece muito boa, ao ler a matéria me deu agua na boca.

    abs

  17. Eu conheço a Dona Branca mineira, até temos cadastrada aqui no AdC, esta eu ainda não experimentei, mas o que sei que as cachaças do sul estão ganhando espaço e visibilidade no mercado, derrubando o mito de que cachaça para ser boa tem que ser mineira.

    abraços,

  18. Conheço essa maravilha de cachaça. Realmente impressionante.
    Tem a versão amadeirada, que bota muitas “cachaças envelecidads” no bolso. Simplesmente delciosas. Todo bom bebedor de cachaça, deveria conhecer o sabor da Dona Branca de Paulo Lopes de Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.